Conheça os maquiadores oficiais das marcas brasileiras de maquiagem

Conheça os maquiadores oficiais das marcas brasileiras de maquiagem

Você chega nas lojas e encontra aquelas maquiagens lindas, em coleções magníficas, com a escolha perfeita dos tons e texturas Mais »

HAIR BRASIL chega a 16ª edição apresentando novidades de 900 marcas expositoras e com 200 eventos educacionais

HAIR BRASIL chega a 16ª edição apresentando novidades de 900 marcas expositoras e com 200 eventos educacionais

A 16ª edição da HAIR BRASIL – Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética acontece de 21 a 24 de Mais »

Diversidade cultural: Conheça as diferentes festas de carnaval do país

Diversidade cultural: Conheça as diferentes festas de carnaval do país

Estamos a pouquíssimo tempo de iniciar o carnaval (os mais adiantados já estão caindo na folia) e se tratando da Mais »

#Teste: Quem é você no Carnaval?

#Teste: Quem é você no Carnaval?

Chegando o carnaval, e os preparativos parecem infinitos. Entre os mais imprescindíveis, paira a dúvida: qual fantasia tem mais a Mais »

Fantasia de Carnaval: Faça Você Mesmo

Fantasia de Carnaval: Faça Você Mesmo

Estamos há uma semana do feriado mais alegre do ano! E pra você que cansou de comprar fantasia e quer Mais »

Confira uma lista com 11 itens indispensáveis para o carnaval

Confira uma lista com 11 itens indispensáveis para o carnaval

Esse ano a nossa equipe resolveu caprichar nas dicas para a galera aproveitar o carnaval cheio de estilo. E como Mais »

Category Archives: Fashion Business

Moda em Atacado estará no Bom Retiro Fashion Business

Nos dias 3 e 4 de agosto acontecerá no tradicional bairro do Bom Retiro mais um evento de moda Bom Retiro Fashion Business. Serão dois desfiles por dia (12h30 e 14h30) apresentando as tendências para as próximas estações.

O portal Moda em Atacado, canal de vendas pela internet com cerca de 30 lojas do Bom Retiro, Brás e rua 25 de Março, é um dos participantes deste ano. Serão 15 modelos desfilados, divididos entre as lojas parceiras do site (Cenarium, Crorela, Vita Gabi). Assim, o Moda em Atacado proporcionará a todos os presentes uma diversidade maior das tendências primavera e verão 2009/ 2010.

Na Rua Ribeiro de Lima, em que terá o trânsito interditado nestes dias, entre a Rua José Paulino e a Rua Aimorés, será montada passarela, camarins para os modelos e artistas, e área vip para convidados e jornalistas que estarão presentes no evento.

O bairro do Bom Retiro é responsável por 55% dos looks femininos distribuídos em todo o Brasil. São mais de 1200 lojistas na região que oferecem 50 mil empregos diretos. O local apresenta uma circulação diária de quase 70 mil pessoas.

Serviço:

Evento: Bom Retiro Fashion Business
Local: Rua Ribeiro de Lima (entre as ruas José Paulino e Aimorés) Dias: 3 e 4 de agosto Horários: 12h30 e 14h30
Mais infomações: www.modaematacado.com.br

Fonte: Ato Z Comunicação

Lojistas do Bom Retiro fazem seu evento de moda anual em Agosto

O Bom Retiro Fashion Business terá nos dias 03 e 04 de Agosto de 2009, às 12h30 e às 14:30, os desfiles da sua 7ª. Edição. Eles acontecerão na Rua Ribeiro de Lima (entre as ruas José Paulino e Aimorés), mostrando as coleções de Primavera/Verão dos lojistas do popular reduto de compras paulistano.

As lojas já confirmadas até o momento são 101%, Biquini Brasil, Biro, Companhia das Calcinhas, Gazzy, Guelt Moda em Atacado e Spot Shoes.

Gracie Carvalho já desfilou por lá. Rosana Jatobá, repórter da Globo, Deuzeni Goldman, a nossa vice-dama, Marina de Sabrit e atores como Thierry Figueira e instant celebrities como os ex-BBBs Flavinha, Fernando “Justin” e Íris Stefanelli também já prestigiaram o evento.

O Bom Retiro é um bairro paulistano que se tornou um importante pólo atacadista de confecções, sendo procurado por lojistas de todo o Brasil e de países vizinhos. Os lojistas da região investem muito na decoração, com vitrines mais atraentes, em tecnologia para elevar a escala de produção e reduzir o custo final dos produtos para os revendedores de moda (com um sistema chamado “Just in time” de controle de estoques) e em conforto para atrair mais consumidores.

O Fashion Business é uma iniciativa que tem como objetivo oferecer uma moda diversificada, com modelagens atualizadas e um atendimento personalizado, a um preço acessível, e quer ser reconhecido nacional e internacionalmente como um centro de moda atacadista que não só gera divisas, mas dita tendências de moda.

Fashion Business saiba como terminou a bolsa de negócios do Fashion Rio

A 14ª edição do Fashion Business, que apresentou a coleção primavera-verão 2009-2010 de 7 a 10 de junho, no Píer Mauá, registrou um volume de vendas para o mercado interno 4% superior à edição de junho de 2008, passando de R$ 443 milhões para R$ 461 milhões. “Consideramos esse resultado muito positivo, já que na edição passada, antes da crise, o balanço já havia sido excepcional”, explica Jerônimo Vargas, diretor da bolsa de negócios. O público qualificado chegou a 12.500 pessoas, 10% a mais que em junho de 2008.

O desempenho das exportações foi ainda mais surpreendente: 29% maior, passando dos US$ 16 milhões em junho de 2008 para US$ 21 milhões nesta edição. Segundo João Paulo Alcântara, gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN), do Sistema Firjan, “o maior número de compradores internacionais ajudou nesse resultado. Foram 45 convidados e 53 espontâneos, representando 28 países. Ele ressalta que, além dos convidados através do programa Texbrasil – uma parceria da Abit e da Apex-Brasil -, nesta edição o Sistema Firjan trouxe, pela Al Invest – convênio da Confederação Nacional da Indústria com a União Européia -, um grupo de mais 15 compradores europeus. Os campeões de encomendas foram da Grécia, Portugal e Espanha. Só uma compradora grega adquiriu mil peças para cada uma de suas 15 lojas”.

Consolidada como a maior e mais expressiva bolsa de negócios da moda das Américas, o Fashion Business ocupou, em sua 14ª edição, 14 mil metros quadrados, reunindo quase 200 expositores de 12 estados brasileiros, além do Distrito Federal. A maior representação, depois do Rio de Janeiro, com 51 grifes, foi a moda mineira, com 17, seguida de São Paulo, com sete. Cerca de 20 marcas fizeram seu début, a maioria após anos de espera; novidades que também renovaram o interesse dos compradores, como Regina Weckerle, da Paradoxus, de Salvador, e Lucimar Augusto, de Manaus.

A pioneira Mara Mac conquistou seis novas praças, com destaque para o interior de São Paulo. A Cavendish renovou a clientela e incorporou duas lojistas de Manaus e Belém à carteira, além de uma compradora da Argentina. A Espaço Fashion ampliou a clientela para o Nordeste, Espírito Santo, Rio de Janeiro e o interior de São Paulo. Nas exportações, destaque para compradores da Turquia, Argentina e Portugal. A cearense Cholet teve aumento de 50% nas peças vendidas para o mercado interno e ampliou 20% sua carteira de clientes, conquistando lojistas de Minas Gerais, interior do Rio de Janeiro, Centro Oeste e Nordeste. O sucesso da Datz Kat, em sua sexta edição na bolsa de negócios, foi tanto que os sócios montaram uma parceria na exportação. Ricardo Piquet comemorou ainda novas frentes no Nordeste, Espírito Santo e interior de São Paulo.

Petrópolis foi o pólo de moda do Estado do Rio de Janeiro que mais vendeu. Além do mercado interno, com renovação de 80% na carteira das nove marcas presentes, destaque para um comprador da Inglaterra. Mais uma vez, o Pólo de Moda Sul Fluminense termina o evento bem melhor do que entrou. Suas 10 marcas somaram um crescimento de 30% em relação à edição de janeiro. Ótimo resultado teve a Amparo Brasil, cooperativa de artesãs, mulheres simples do distrito de Amparo (Barra Mansa), que produzem originais bolsas de retalhos. O bom desempenho foi turbinado pela parceria com a grife Gisele Barbosa (de Niterói-RJ), que desenvolveu uma coleção de lona e patchwork. Na ala dos novos criadores, Gisele Barbosa conquistou novas praças no Brasil, clientes da Costa Rica e renovou suas vendas para o Japão, segundo Felipe Barros, sócio da grife. Outra que se destacou foi a Maria-Fia, que vendeu 300% a mais em relação a junho de 2008. Sérgio Malta, Diretor Superintendente do Sebrae-RJ, destaca que “esse evento é muito importante para o crescimento das micro e pequenas que fazem parte dos pólos de moda e para o desenvolvimento econômico do Estado do Rio”.

Pela terceira vez na bolsa de negócios, o pólo de confecções do Rio Grande do Norte participou com cinco empresas, dentro do projeto Natal Pensando Moda. A estreante Estrela Viva, da empresária Soraya Simone te, vendeu 3,5 mil peças para os mercados de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Belo Horizonte, além de negociar com um comprador americano. A S. Design, de Sheila Morais, vendeu já no primeiro dia 80% do que comercializou em janeiro. Sheila calcula em 200% o aumento no faturamento.

Já a debutante Cila, grife de moda praia de Belo Horizonte, superou as expectativas. O que mais satisfez a diretora de marketing, Mara Borges, foi o fato de muita gente que conheceu a grife pela primeira vez no domingo voltou depois para comprar. Uma comerciante de Sorocaba (SP) visitou o estande domingo, voltou à sua cidade no dia seguinte mas, na terça, retornou ao Rio só para fazer pedidos à Cila. “Nosso objetivo era dar visibilidade à marca. Conseguimos”, comemora Mara. A sacola ecologicamente correta da grife, feita com banners reciclados, virou um hit no Fashion Business. “’Foi um tititi, todo mundo queria!”, divertia-se.  A Siri, de Íris Soares, moda praia de Divinópolis (MG), colheu ótimos resultados na sua estreia solo, separada do Grupo Divinominas. Iris fechou vendas para o Japão, Canadá e Caribe: Venezuela, República Dominicana e Costa Rica. E ainda acertou representação na França com distribuidor de Paris, que irá a Divinópolis finalizar a operação e encomendar catálogos e mostruário. Vendeu também para São Paulo (capital e Valinhos), Angra dos Reis (RJ), Arraial da Ajuda (BA) e Minas Gerais.

Outra estreante, a Benntta, registrou movimento “espantoso” desde o primeiro dia. Na Maria Filó, marca que veio para ser vista e reconhecida por potenciais e atuais clientes, foram conquistados clientes de Londrina (PR), Teresina (PI), Niterói e Rio de Janeiro (RJ). Inspirada no life style MMA (sigla para Mixed Martial Arts), a grife masculina POZIL confirmou o sucesso da estréia na edição passada. “Atendemos cerca de 90 compradores do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas, Paraná e Bahia”, conta o sócio Rodrigo Jorge, satisfeito com o aumento de 30% em relação a janeiro. A grife mineira W conquistou novos clientes. Em sua sexta participação no evento, abriu novas frentes em São Paulo – capital e interior -, João Pessoa e São Bento (PB), Rio de Janeiro e Paraná. Entre os clientes veteranos, a maior compra foi a de uma lojista de Petrópolis: 115 peças.

O Fashion Business é uma realização da Escala Eventos e promoção do Sistema Firjan – Senai Moda, com patrocínio do Sebrae, Sesi-RJ, INPI, BNDES, CNI e Al Invest. Conta ainda com apoio do Programa Tex-Brasil, uma parceria da ABIT com a ApexBrasil.

Crédito: Mediação

Fashion Business

Em um evento para 200 convidados, entre expositores e compradores, a equipe de organizadores do Fashion Business apresentou o novo patrocinador da bolsa de negócios a partir de janeiro de 2010: a Fecomercio – RJ, representado por seu presidente Orlando Diniz.

Eloysa Simão, da Dupla Assessoria, agradeceu aos presentes pelo apoio ao Fashion Business. Alguns deles parceiros desde o nascimento da bolsa em 1998. Ela apontou ainda que o evento passará a ser chamar Fashion Business Tech e garante que o novo parceiro somente ajudará no crescimento deste empreendimento. O cenário para o acontecimento também já foi anunciado. Voltará a Marinha da Glória.

Já Jerônimo Vargas, da Escala Eventos, revelou que o novo espaço com 10 mil metros quadrados será segmentado em moda feminina, moda masculina, jóias acessórios e novos talentos. O Salão Multiuso também retornará com seus desfiles técnicos, facilitando desta forma a escolha dos compradores, com as palestras sobre tendências e apoio aos negócios de moda. A maior novidade do evento e o pavilhão com 2 mil metros quadrados que apresentará as ‘ultimas novidades em tecnologia de moda, como por exemplo, softwares de gerenciamento e controle de estoque, projetos arquitetônicos, mobiliários entre outros.

Orlando Diniz, presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomercio – RJ), entidade que engloba não somente comércio, mas serviços e turismo, respondendo por 60% do PIB do Estado, declarou estar orgulhoso com a nova parceria. E, intenta “continuar servindo como ponto de movimentação do mercado brasileiro de moda”. Ele lembrou ainda que o novo pavilhão de tecnologia será um eficiente instrumento e possibilitará um reforço na geração de emprego e renda. Além de fortalecer as marcas brasileiras.

Credito: Mediação

Edição de Texto: Daniela de Pauli

Atmosfera de renovação no Sistema FIRJAN

Sistema FIRJAN e SENAI Moda celebram a parceria com a InBrands. A partir desta edição, Paulo Borges dirige o evento através de sua empresa, a Luminosidade. O projeto “Despertar para a Moda”, idealizado pelo SENAI Moda, é outro ponto forte neste momento de renovação

Esta edição do Fashion Rio marca o início da parceria entre o Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) e a InBrands, holding licenciada para operar o evento e sua bolsa de negócios por dez anos através da empresa Luminosidade, de Paulo Borges, que também organiza a São Paulo Fashion Week. Com o acordo, os eventos oficiais da moda brasileira ganham ainda mais força e o calendário nacional do setor passa a ser único, facilitando o planejamento de grifes, fornecedores e apoiadores.

O projeto “Despertar para a Moda”, lançado em dezembro de 2008 pelo SENAI Moda, também ganha mais espaço. Este ano, com fotos do coletivo OEstudio, a campanha já foi apresentada nas escolas SESI de Friburgo, Itaperuna , Petrópolis e Barra Mansa.  As imagens dessas oficinas estão expostas no convite da 15ª edição do Fashion Rio e também decoram o estande do Sistema FIRJAN. O estande tem ainda vitrines que reproduzem algumas peças confeccionadas pelas crianças e, em uma parede, um texto explica a importância da campanha.

Este projeto apresenta a emoção de fazer a moda na prática para as novas gerações. Por meio das oficinas organizadas pelo SENAI Moda, as crianças da Escola SESI do Rio de Janeiro, onde estão os pólos de moda, fazem as primeiras descobertas sobre a indústria da moda.  As crianças visitaram algumas confecções e se entusiasmaram com o trabalho dos bastidores da moda”, anuncia Cristiane Alves, gerente do SENAI Moda.

A campanha nasceu da constatação dos estilistas de que há uma necessidade de renovar o setor, sobretudo no que diz respeito à base de produção de moda e engloba o trabalho de costureiras, modelistas e pilotistas. “Gosto muito deste projeto e ele vai ao encontro de jovens, com idade perfeita para que percebam a oportunidade de fazer parte da moda”, afirma Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, presidente do Sistema FIRJAN.

Bolsa de negócios

Junto ao Fashion Rio acontece a mais expressiva bolsa de negócios do segmento de moda, que integra estilo e negócios proporcionando o encontro de marcas e compradores de grandes redes e lojas multimarcas do país e do exterior, além da participação de 10 pólos de moda do Rio de Janeiro que acentua o valor das pequenas e médias empresas. Elas mostram como estão atualizadas em relação às tendências e ao uso de novos materiais e, sobretudo, fazem um trabalho ecologicamente consciente.

O Sistema FIRJAN com intuito de promover um ambiente ainda melhor aos expositores da bolsa de negócios do Fashion Rio, para a realização de negócios da indústria da moda, mudou a coordenação do espaço até então intitulado Fashion Business. Desta forma, a partir de janeiro de 2010, a bolsa de negócios passa a ser coordenada pela InBrands/Luminosidade, com o habitual apoio das instituições FIRJAN, ABIT e SEBRAE, mantendo o mesmo objetivo e formato. Paulo Borges, diretor da Luminosidade e coordenador das semanas de moda São Paulo Fashion Week e, mais recentemente Fashion Rio, assume a operação do evento, ficando responsável pelo contato com cada grife. Para o Sistema FRIJAN, essa nova parceria irá contribuir ainda mais para o desenvolvimento da indústria da moda brasileira.

Nesta edição as oportunidades são potencializas pelo programa Al-Invest, que traz, sob a coordenação do Sistema FIRJAN, 15 novos compradores europeus além dos 30 compradores internacionais tradicionalmente convidados pela Abit e pela Apex. No total, serão 17 mercados prospectados, contribuindo para a intensificação da moda brasileira no mercado externo.  Ainda na bolsa de negócios, haverá o estande institucional do Salão do Prêt-à-Porter de Paris e o Espaço Internacional, dedicado às marcas brasileiras exportadoras: Alessa, Carlos Tufvesson, Coven, Glorinha Paranaguá, Juliana Jabour, Lenny, Lucidez, Osklen, Salinas e Totem.

Créditos: CDN Comunicação Corporativa

Fashion Business leva negócios da moda ao Píer Mauá

Consolidado com a maior e mais expressiva bolsa de negócios da moda do Brasil, o Fashion Business realiza sua 14ª edição – Primavera-Verão 2010 – no Píer Mauá, de 7 a 10 de junho, das 10 às 21 horas. Com uma área total de 14 mil metros quadrados, reunirá mais de 150 expositores de 12 estados brasileiros, além do Distrito Federal. A maior representação, depois do Rio de Janeiro, com 51 grifes, é da moda mineira, com 17 marcas, seguida de São Paulo, com sete. Mais de 20 marcas fazem seu debut, a maioria após anos de espera.

Em sua estreia na bolsa de negócios, a Osklen, de Oskar Metsavaht, tem lugar no Espaço Internacional, inaugurado na última edição. Nele, estarão de volta Salinas, Lenny, Carlos Tufvesson, Totem e Alessa (RJ) e a mineira Coven e se agregam Glorinha Paranaguá, Juliana Jabour e Lucidez. Serão 11 novos criadores; 13 marcas de acessórios, dez grifes no Espaço Internacional, e 72 grifes femininas e masculinas. Somadas às marcas participantes dos pólos nacionais de nove estados e do Estado do Rio, o evento reunirá cerca de 150 expositores.

Do Brasil, apoiados pelo Sebrae, virão os pólos de moda do Pará, Goiás, Distrito Federal, Ceará, Rio Grande do Norte e Minas gerais – com consultoria do estilista Ronaldo Fraga -, Paraíba, Pernambuco e Bahia. Campos, Noroeste Fluminense, Cabo Frio, São Gonçalo, Niterói, Petrópolis (com nove marcas), Sul Fluminense, Calçados e Acessórios, Sinditêxtil, APL São Cristóvão (com cinco marcas) e a Ajorio são a representação do Estado do Rio de Janeiro no time de pólos. Além das mais que consagradas Salinas e Lenny, a edição terá ainda como representantes de moda praia Vix, Sam, Cila e Mali.

Estimulada pelos resultados positivos na edição passada, a mineira Graça Ottoni, espera um crescimento das vendas de 30% neste Fashion Business. Já Claudia Mourão, também de Belo Horizonte, espera manter a média de 10% de aumento nas suas vendas de sapatos e acessórios, registrada a cada edição da bolsa de negócios. Com vendas além da expectativa na última edição do evento, a Botswana, com mercado consolidado no Sudeste, espera repetir os bons negócios nesta edição de junho. Crescendo mesmo na crise e como praças já consolidadas nas principais capitais do Brasil, no interior de São Paulo e no Rio de Janeiro a Agilittà visa crescer na região Sul do país e em algumas cidades importantes do interior. Com um saldo de vendas bastante satisfatório em sua ultima participação no Fashion Business, espera alcançar sua meta de crescer 20% nesta edição.

Criado em janeiro deste ano, o Espaço Internacional, com o apoio do Sistema Firjan, é uma iniciativa do Programa TexBrasil, parceria da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) com a ApexBrasil, de olho nos compradores de todo o mundo que vêm, como convidados ou por conta própria, à maior bolsa de negócios da moda das Américas fechar negócios. A presença espontânea e o volume de vendas crescem a cada edição. Em junho de 2008, a mostra primavera-verão negociou US$ 16,25 milhões para 98 compradores de 26 países.

O projeto Talentos do Brasil, parceria do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) com o Sebrae, também volta ao evento. E apresentará a produção artesanal de agricultores familiares de 12 estados brasileiros (AM, PA, TO, MA, PI, PB, PE, BA, MG, MS e RS). Com a assessoria de estilo de renomados figurinistas, materiais como fibras animais e vegetais e até peles de peixe foram transformados em charmosos acessórios. O Sebrae/RJ apresenta, mais uma vez, o resultado de seu trabalho de estímulo ao Empreendedorismo Social junto a comunidades de baixa renda. Um dos destaques é a estreante La Vie en Rose, com charmosas lingeries para mulheres submetidas à mastectomia.

Além de 30 compradores árabes, europeus, africanos, australianos e das Américas convidados pelo Programa TexBrasil, a bolsa de negócios receberá agora grupo de 15 compradores da União Européia. A iniciativa pioneira é da Al Invest, parceria da Confederação Nacional da Indústria com a União Européia para estreitar relações econômicas e comerciais entre empresas. Em contrapartida, como uma espécie de aprendizado, a CNI reservou com os organizadores do Fashion Business um estande exclusivo para 20 empresários de vários estados oferecerem roupas e acessórios a compradores nacionais e estrangeiros.

O Fashion Business é uma promoção do Sistema Firjan – Senai Moda, com patrocínio do Sebrae, Sesi-RJ, INPI, BNDES e CNI, e apoio do Programa Tex-Brasil, uma parceria da ABIT com a ApexBrasil.

Crédito: Mediação

%d blogueiros gostam disto:
Powered by WordPress | Thanks to YouTube to Mp3 Converter, free photo editor and WordPress 3.8 Themes