Conheça os maquiadores oficiais das marcas brasileiras de maquiagem

Conheça os maquiadores oficiais das marcas brasileiras de maquiagem

Você chega nas lojas e encontra aquelas maquiagens lindas, em coleções magníficas, com a escolha perfeita dos tons e texturas Mais »

HAIR BRASIL chega a 16ª edição apresentando novidades de 900 marcas expositoras e com 200 eventos educacionais

HAIR BRASIL chega a 16ª edição apresentando novidades de 900 marcas expositoras e com 200 eventos educacionais

A 16ª edição da HAIR BRASIL – Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética acontece de 21 a 24 de Mais »

Diversidade cultural: Conheça as diferentes festas de carnaval do país

Diversidade cultural: Conheça as diferentes festas de carnaval do país

Estamos a pouquíssimo tempo de iniciar o carnaval (os mais adiantados já estão caindo na folia) e se tratando da Mais »

#Teste: Quem é você no Carnaval?

#Teste: Quem é você no Carnaval?

Chegando o carnaval, e os preparativos parecem infinitos. Entre os mais imprescindíveis, paira a dúvida: qual fantasia tem mais a Mais »

Fantasia de Carnaval: Faça Você Mesmo

Fantasia de Carnaval: Faça Você Mesmo

Estamos há uma semana do feriado mais alegre do ano! E pra você que cansou de comprar fantasia e quer Mais »

Confira uma lista com 11 itens indispensáveis para o carnaval

Confira uma lista com 11 itens indispensáveis para o carnaval

Esse ano a nossa equipe resolveu caprichar nas dicas para a galera aproveitar o carnaval cheio de estilo. E como Mais »

Louis Vuitton é acusada de promover prostituição

m-CARA-DELEVINGNE-LOUIS-VUITTON-620x413c

O curta metragem da Louis Vuitton, lançada como uma continuação do desfile boudoir da coleção de inverno 2014, está sendo acusado de promover a prostituição.
O filme que é protagonizado pelas manequins da marca Cara Delevingne, Georgia May Jagger e Saskia de Brauw, mostra as modelos seminuas, escondendo-se em becos escuros e com aparência desgrenhada.
A campanha sofreu crítica pela Osez Le Féminisme, associação francesa de defesa dos direitos das mulheres e teve uma carta divulgada no jornal Liberation, pela Against Sexual Exploitation, fundação que luta contra a exploração sexual. Na carta, o advogado Dominique Attias acusa a grife por “assimilar o luxo com a segunda atividade criminosa mais rentável, depois do tráfico de drogas.”
Ao receber tamanhas acusações, Marc Jacobs retirou o vídeo e se pronunciou: “É um vídeo perturbador porque associa universos completamente diferentes, o luxo da alta costura e um outro muito mais doloroso, o da violência sexual. No entanto a nossa intenção nunca foi ressuscitar a ideia do pornô chique dos anos 60”.

Assista aqui ao vídeo.

Fonte: Telegraph.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Powered by WordPress | Thanks to YouTube to Mp3 Converter, free photo editor and WordPress 3.8 Themes